Estudos recentes mostraram que na base da tosse e, em particular na tosse aguda, existe uma inflamação da mucosa localizada principalmente ao nível das vias respiratórias superiores.

Proteger a mucosa dos agentes irritantes e das substâncias produzidas devido à inflamação representa uma inovadora abordagem terapêutica para a gestão da tosse e uma alternativa em relação às intervenções de tipo farmacológico.

Um eficaz instrumento terapêutico deve ser capaz de modular o sintoma da tosse sem anular o seu papel fisiológico de defesa.

Isto só é possível agindo em simultâneo em várias frentes:

  • na inflamação, através da formação de uma barreira protetora que impede o contacto adicional com os agentes externos irritantes e atenua o efeito nocivo dos radicais livres produzidos pela infeção graças à intervenção de substâncias antioxidantes;
  • no muco, tornando-o mais fluido e, como tal, facilmente eliminável pelos mecanismos fisiológicos de remoção, mediante a redução da tensão superficial e uma maior hidratação.
Aboca